Geografia

Clima

Gastón tem um clima variado ao longo do seu território. Predomina o tipo oceânico em quase toda a sua geografia. A sua costa tem um clima denominado temperado marítimo: temperaturas e precipitações bem distribuídas ao longo de todo o ano, sendo o verão bastante fresco e úmido. À medida que se avança para o interior, o clima é mais extremo, passando o verão a apresentar temperaturas altas; já no inverno as temperaturas são baixas com precipitações irregulares.

Fauna e Flora

O clima e a diversidade geográfica moldaram a flora gastonesa. As florestas apresentam: o pinheiro, o castanheiro, o sobreiro, a azinheira e o eucalipto. A fauna de mamíferos é muito variada e inclui a raposa, texugo, lince-ibérico, lobo-ibérico, cabra-selvagem (Capra pyrenaica), o gato-selvagem (Felis silvestris), a lebre, a doninha, o sacarrabos, gineta, e ocasionalmente urso-pardo, entre outros. Gastón tem cerca de 700 espécies de aves, entre as quais 290 nidificantes e quase todos os anos há novos registos. O Reino tem mais de 100 espécies de peixes de água doce que variam desde o bagre-gigante-europeu a pequenas espécies endémicas que vivem apenas em pequenos lagos. Algumas destas espécies raras e específicas estão altamente ameaçadas devido à perda de habitat, poluição e secas. As águas marinhas gastonesas são umas das mais ricas em biodiversidade do mundo. Em Gastón também é possível observar o fenômeno de ressurgência, especialmente na costa este, que torna o mar extremamente em nutrientes e biodiversidade. As áreas protegidas do Reino incluem um parque nacional, quinze parques naturais (o mais recente criado em 2010), onze reservas naturais, quatro monumentos naturais e treze paisagens protegidas, que vão desde o Parque Nacional de Ipses de Niceto ao Parque Natural da Serra Dourada em Nekane.