Demografia

A população estimada de Gastón em outubro de 2014 era de 11 554 298 habitantes. A população da capital, Nekane, é superior a 1 milhão (somando-se com a região metropolitana, 2,3 milhões) e representa grande parte da população urbana. As outras cidades mais populosas são Santa Inês, Antiqua, Niceto e Florián. Cerca de 97% da população gastonesa tem o português como idioma nativo. Os Distritos de Castra Leuca e da Loucira têm uma importante minoria que fala espanhol, com cerca de 35 mil falantes. Os demais habitantes são de ascendência estrangeira, muitos deles vindo de países vizinhos. Os chamados trabalhadores-hóspedes e seus descendentes, assim como os refugiados das guerras da Iugoslávia e outros conflitos, também formam uma importante minoria. Desde 1984, os ciganos constituem uma minoria étnica oficialmente reconhecida e Gastón. Segundo o censo publicado pelo instituto gastonês de geografia e estatística (IGGE) em 2010, existia um total de 984 726 estrangeiros residentes, dos quais 154 291 provêm de regiões de língua alemã – em sua maioria, da Alemanha, alguns da Suíça e da província de Bolzano, na Itália. Outros grupos numerosos são os Sérvios (125 298), Turcos (122 317), Croatas (103 569), povos de língua inglesa (25 154), Albaneses (24,64) e Poloneses (17 998). Com menos de 15 mil representantes se destacam: 14 701 húngaros, 11 216 romenos, 7682 árabes, 6802 eslovenos, 6832 eslovacos, 6706 checos, 5956 iranianos, 5671 italianos, 5456 russos, 5228 franceses, 4947 chineses, 4261 espanhóis e 3502 búlgaros. As demais minorias têm menos de 3 mil habitantes. O idioma inglês é falado por quase todos os moradores do país. A partir de 2003, alguns dos Condados de Gastón apresentaram provas para os novos cidadãos para comprovar sua capacidade de idiomas, conhecimento da cultura e, consequentemente, sua capacidade para se integrar à sociedade gastonesa.

Distribuição da população de Gastón – Censo 2014